Postagem Observatório

Presidente dos Estados Unidos condena supremacia branca após ataques

Data da publicação:

Em meio a críticas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou os ataques a tiros no Texas e Ohio como crimes bárbaros contra a humanidade, além de culpar doenças mentais e videogames pelos massacres. Ele não mencionou mudanças na legislação que facilita o acesso a armas de fogo.

"Com uma só voz, nossa nação deve condenar o racismo, o fanatismo e o supremacismo branco", disse Trump em pronunciamento na Casa Branca após os tiroteios do fim de semana, que deixaram 30 mortos.

O presidente mencionou que o atirador de El Paso, que abriu fogo de maneira indiscriminada num shopping da cidade localizada na fronteira com o México, "publicou um manifesto na internet repleto de ódio racista".

Alvo constante de críticas por utilizar retórica agressiva contra a imigração e, em consequência, presumivelmente alimentar uma onda de violência, Trump respondeu às insatisfações dos oposicionistas, mostrando-se "indignado e enojado" pelos massacres do fim de semana. No entanto, não respondeu diretamente às acusações de que seus próprios comentários racistas possam ter contribuído para o aumento das tensões raciais.

Por Deutsche Welle