Postagem Observatório

Palpitômetro da Economia - Rodada 19

Data da publicação:

Nesta semana, foi o cenário interno que acabou dominando o noticiário político-econômico, sendo que o principal assunto foi o primeiro turno da votação da Reforma da Previdência no Senado. A despeito do texto-base ter sido aprovado, o governo sofreu um revés com a manutenção do abono salarial para quem ganha até dois salários mínimos, o que reduziu a economia em dez anos com a medida para R$ 800 bilhões, uma redução de um terço em relação à proposta original do Ministério da Economia.

Conforme análise que escrevi a respeito, o resultado do primeiro turno da Previdência no Senado é fruto da recorrente deficiência na articulação política do governo no Legislativo, e haverá a necessidade de correções neste aspecto para evitar novos reveses no segundo turno. A aprovação da reforma se trata de um "fim do começo" para o governo de Jair Bolsonaro, o que, além de dar maior fôlego às contas públicas, será um aceno a potenciais investidores.

Tendo em vista isso – e sem mais delongas –, vamos aos prognósticos:

Indicador

06/09/2019

20/09/2019

27/09/2019

04/10/2019

PIB (%)

0,6

0,7

0,8

0,8

Inflação (%)

3,7

3,7

3,5

3,5

Desemprego (%)

11,7

11,7

11,5

11,5

Selic (%)

5,00

4,75

4,75

4,75

Dólar (R$)

3,80

3,80

4,00

4,05

Previdenciômetro (R$ bi)

750

760

765

750