Postagem Observatório

“Futebol brasileiro está na UTI”, diz secretário de Esporte

Data da publicação:

Apesar do desempenho nas últimas copas do Mundo, o Brasil ainda é conhecido como o país do futebol. Mesmo sendo uma paixão nacional, o esporte sempre enfrentou crises que resultam, quase sempre, da má-gestão.

"O futebol brasileiro está na UTI [Unidade de Tratamento Intensivo], só esperando alguém tirar o tubo para ele morrer. Vimos agora o caso do Figueirense, em Santa Catarina, que tentou ser clube-empresa, não deu certo e está pedindo para sair até do Campeonato Brasileiro. Então, nós vemos a situação do futebol com muita preocupação", afirmou o secretário especial de Esporte do Ministério da Cidadania, Décio Brasil, em entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, nessa terça-feira (1º).

Para ele, a melhor solução é profissionalizar a administração dos clubes de futebol. "Não podemos mais continuar tendo a gestão de amadores. E aí, já incluindo o segmento feminino, que é muito importante hoje".

Décio Brasil considera que a prioridade deve ser profissionalizar a gestão dos clubes de futebol para garantir o futuro do esporte. Isso porque, diferentemente do que ocorre em outros países, onde as categorias de base surgem em ambientes escolares, no Brasil o desenvolvimento das novas gerações ocorre dentro dos clubes tradicionais.

Por Victor Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional