Postagem Observatório

Funcionários de Maduro “desertam” na Embaixada da Venezuela em Brasília

Data da publicação:

Um grupo de funcionários da Embaixada da Venezuela em Brasília "desertou" do regime de Nicolás Maduro e permitiu, pela primeira vez, a entrada de um enviado de Juan Guaidó, que reclama o posto de presidente do país desde o início do ano. As informações são do Valor Econômico.

Tomás Alejandro Silva, ministro-conselheiro da embaixada nomeado por Guaidó, teve o acesso liberado de maneira inédita nesta manhã. No entanto, o atual adido militar e outros funcionários, estes leais a Maduro, se dirigiram imediatamente à embaixada e, segundo fontes citadas pelo jornal, o clima é de confusão.

O Palácio do Planalto e o Itamaraty, em meio à cúpula dos Brics que começa nesta quarta-feira, foram acionados. A PM do Distrito Federal foi acionada está na porta, mas não pode fazer nada, uma vez que, oficialmente, se trata de território estrangeiro.

A embaixadora designada por Guaidó para o Brasil, María Teresa Belandria, encontra-se em viagem para Washington (onde morava antes da nomeação), e está em contato com autoridades brasileiras. A preocupação maior do Planalto é arrefecer os ânimos e garantir a integridade física dos envolvidos.

Redigido por Marcos Jr.

O conteúdo desta matéria pode ser reproduzido livremente, desde que devidamente citadas a fonte e o autor.