Postagem Observatório

EUA vai retomar tarifas sobre aço e alumínio do Brasil e da Argentina

Data da publicação:

Em publicação em seu perfil do Twitter, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou que retomará, com efeito imediado, tarifas sobre o aço e alumínio do Brasil e Argentina. Segundo o presidente, ambos países têm desvalorizativo propositalmente suas moedas em relação ao dólar.

"O Brasil e a Argentina têm presidido sobre uma desvalorização maciça de suas moedas, o que não é bom para os nossos agricultores. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todos os aços e alumínio enviados para os EUA desses países", afirmou Trump.

A Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) afirma que as exportações de alumínio brasileiro aos EUA já pagam sobretaxa.

"Esse acerto foi ratificado no ano passado com governo Trump, quando este abriu a possibilidade de substituir a sobretaxa por cotas limitadas de exportação. Na época, optamos pela sobretaxa e seguimos assim desde então", diz a nota.

Para Sérgio Vale, economista-chefe da MB Associados, diz que falta entendimento na equipe do presidente ao dizer que o Brasil está manipulando o câmbio.

"Brasil e Argentina não estão voluntariamente desvalorizando suas moedas. Trata-se de um fenômeno mais geral que afeta as moedas das economias emergentes e não o resultado de uma política deliberada do Brasil e da Argentina." diz Gesner Oliveira, economista-chefe da GO Associados, no Twitter.

A ação desproporcional de Trump pode ter levado em consideração outros motivos, como a implantação da tecnologia 5G no Brasil, que ultimamente tem se aproximado da China para tratar a questão.

Ainda em sua publicação, o presidente também critica a atuação do FED (banco central dos EUA). Pra Trump, "o Fed também deve agir para que os países não se aproveitem mais do dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas."

As informações são da Exame.

Nota conjunta do Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Economia e Ministério da Agricultura

O governo brasileiro tomou conhecimento de declaração do Presidente Donald Trump sobre possível imposição de sobretaxa ao aço brasileiro e já está em contato com interlocutores em Washington sobre o tema.

O governo trabalhará para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os EUA, com vistas a ampliar o intercâmbio comercial e aprofundar o relacionamento bilateral, em benefício de ambos os países.

Foto por Isac Nóbrega/PR

Redigido por Paulo Camilo

O conteúdo desta matéria pode ser reproduzido livremente, desde que devidamente citadas a fonte e o autor.