Postagem Observatório

Equador manterá subsídio ao combustível para favorecer os mais pobres

Data da publicação:

O presidente do Equador, Lenín Moreno, aprovou ontem (14) novo Decreto nº 894, que deixa sem efeitos a decisão que suspendia o subsídio aos combustíveis, razão pela qual o país enfrentou 12 dias de violentas manifestações.

O novo decreto estabelece a imediata elaboração de um novo texto que "permita uma política de subsídios aos combustíveis, com um enfoque integral, com critérios de racionalização, foco e setorialização, que garanta que esses (subsídios) não se destinem ao benefício de pessoas com mais recursos econômicos nem a contrabandistas de combustíveis".

A ideia, defendida pelos indígenas em negociação, é que o novo decreto, ainda por ser concretizado, favoreça a população mais pobre.

Por Marieta Cazarré - Repórter da Agência Brasil