Postagem Observatório

Comissão Especial da Reforma da Previdência rejeitou regras especiais para professores e policiais

Data da publicação:

Ontem (4), segundo a Agência Brasil, na comissão especial da reforma da previdência, as mudanças nas regras para aposentadoria, tanto policiais quanto professores, foram rejeitadas.

Pelas novas regras, as professoras poderão se aposentar com 57 anos de idade e 25 de contribuição; e os professores, com 60 de idade e 30 de contribuição. Para o relator, deputado Samuel Moreira (PSDB – SP), a Câmara já suavizou o texto vindo do Executivo. O texto enviado pelo governo exigida idade mínima de 60 anos e 30 anos de contribuição para profissionais de ambos os sexos.

Já os policiais federais e legislativos, se aposentarão aos 55 anos de idade, com 30 anos de contribuição e 25 anos de exercício efetivo na carreira, independentemente de distinção de sexo. As novas regras abrangem profissionais da segurança publica em geral, entre ele a polícia federal, rodoviária federal, Agencia Brasileira de Inteligência, policia legislativa, civis, militares, bombeiros, agentes de trânsito, penitenciários, socioeducativos, oficiais de justiça e guardas municipais.

Por equipe de redação do Diário do Observador