Postagem Observatório

Boris Johnson contra o Parlamento: os caminhos para sair da UE

Data da publicação:
LONDRES (Reuters) - Os legisladores britânicos iniciaram na terça-feira (3) uma tentativa de impedir o Primeiro-ministro do Reino Unido e Líder do Partido Conservador, Boris Johnson de perseguir o que eles consideram uma saída calamitosa do Brexit 'sem acordo', um desafio que uma fonte do governo disse que levaria o Primeiro-ministro a pressionar por uma eleição rápida em 14 de outubro.

 
Mais de três anos após o Reino Unido ter votado em um referendo para deixar a União Europeia, o resultado da crise do Brexit permanece incerto, com possíveis resultados que variam de uma saída turbulenta sem acordo a abandonar todo o esforço.
Johnson alertou implicitamente os parlamentares na segunda-feira que ele procuraria uma eleição se eles atassem suas mãos nas negociações para um acordo de divórcio de última hora, descartando sempre a possibilidade de adiar mais um atraso no Brexit, que originalmente deveria ocorrer em março passado, mas agora agendado para outubro. 31.
 
Isso estabeleceu um confronto histórico entre o primeiro ministro e o parlamento em um país que já foi considerado um pilar confiante da estabilidade econômica e política ocidental. A Libra Esterlina flertou brevemente com alguns de seus níveis mais baixos desde 1985. [GBP]
 
No primeiro dia do parlamento, depois das férias de verão, uma aliança de parlamentares e rebeldes da oposição no Partido Conservador de Johnson apresentou uma moção para lançar sua tentativa de bloquear uma saída sem acordo e parecia confiante na vitória.
 
Opinião do Diário do Observador: para os próximos mêses, o Reino Unido, terá de escolher entre os votos do britânicos, que decidiram pela saída da União Européia (no fenômeno conhecido como "Brexit"), ou seguir na utopia de uma Europa "linda, bela e unificada" rumo ao fundo do poço.