Postagem Observatório

Bolsonaro, Queima, Macron e a Amazônia Vai Muito Bem, Obrigada!

Data da publicação:

Bolsonaro derruba Macron e Merkel é obrigada a recuar na pauta do clima para não perder o Brasil e o Mercosul.

Segue no final do texto, o comentário original que recebi de quem estava lá, in loco , não é do Brasil, mas é da nossa turma. Afinal, precisamos entender que os europeus enfrentam o mesmo problema que a América de Norte a Sul. 

O inimigo é representado pelo porta-voz do grupo do mais alto escalão: Soros! E quem financia quase a totalidade das Fundações e Ongs na Amazônia? O próprio. Enviar as tropas para o Norte foi a decisão mais acertada do governo brasileiro: A Amazônia é nossa!

Não é do Soros, do Macron, do Obama e nem da Merkel. A ação precisa do Presidente Bolsonaro foi aplaudida pelos governos antiglobalistas, da Austrália a Rússia.

Hoje Bolsonaro foi o alento necessário diante das perseguições, censura, demissões sumárias, armações para prender e perseguir jornalistas policiais, , ativistas - as vozes da Europa que o Brasileiro não sabe quem são, e nem sabe a força e a organização que tem. Muito brasileiros sequer sabem que a Alemanha está sob lei de censura desde janeiro de 2018, imposta por MerKel. E no último mês, os ativistas com milhões de seguidores no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram tiveram páginas e perfis derrubados no Reino Unido e na Alemanha, principalmente. Mas a maioria já usa novas plataformas e migrou as contas para a Hungria, Rússia e Suíça onde estão seguros.

Juntos somos mais!

Vamos ao comentário que recebi com o vídeo em anexo. 

"Watch this: Merkel tells the other leaders that she will call Bolsonaro next week to show him „that we are not against him".

it seems that the EU-Mercosur contract has more value to them, then the fight for climate... and that Bolsonaro made a point with his complaint against the „colonialistic" Macron..."

Tradução: 

"Assista o vídeo. Merkel diz aos demais líderes que ela vai ligar para Bolsonaro na próxima semana "para mostrá-lo que não estamos contra ele" .

Pelo visto , o contrato entre a União Européia e o Mercosul é mais importante que a briga pela questão do clima... E Bolsonaro marcou o ponto com seu posicionamento contra o "colonialista" Macron".