Postagem Observatório

Assinaturas para a criação do partido de Bolsonaro serão checadas, diz Joice

Data da publicação:

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), ex-líder do governo no Congresso, afirmou que a criação de um novo partido não pode "ser feita no tapetão". O PSL, estaria disposto a fiscalizar de perto a criação do novo partido.

"Na hipótese de criação de um novo partido, precisa primeiro ter 500 mil assinaturas registradas e conferidas e obviamente que não vamos deixar que nenhum tipo de fraude seja feita para que haja a criação de um partido laranja. Vamos pedir a checagem de cada assinatura", disse Joice.

Para que o partido de Bolsonaro possa ser reconhecido oficialmente, o pedido de criação deve ser protocolado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acompanhado de cerca de 500 mil assinaturas em, pelo menos, nove Estados.

Bolsonaro anunciou sua desfiliação do PSL e disse que vai trabalhar para criar a Aliança pelo Brasil, seu novo partido. Dos 53 deputados da bancada do PSL, cerca de 27 pretendem acompanhar o presidente, mas a equipe jurídica estuda alternativas para que eles não percam o mandato por infidelidade partidária.

"Eles podem ir para o partido que quiserem. Acontece que a lei eleitoral diz que o mandato é do partido. O PSL tem esses mandatos", afirmou a deputada.

As informações são da Exame.

Redigido por Paulo Camilo

O conteúdo desta matéria pode ser reproduzido livremente, desde que devidamente citadas as fontes e o autor.